Esporte

Técnico defende CR7 de caso de estupro e explica ausência da seleção

O técnico Fernando Santos anunciou os convocados da seleção de Portugal para os jogos contra Polônia e Escócia sem Cristiano Ronaldo. O atacante, que já havia ficado fora da última chamada, entrou em acordo com a Federação Portuguesa para não integrar a lista e seguir seu processo de adaptação na Juventus.

Durante entrevista coletiva, Santos negou que a ausência pudesse indicar uma aposentadoria de Cristiano Ronaldo da seleção portuguesa. “Ele já deixou claro várias vezes sobre sua inteira disponibilidade para a seleção e não prevejo que mude de ideia”, afirmou.

Enquanto se adapta à Juventus, Cristiano Ronaldo convive com uma acusação de que teria estuprado a norte-americana Kathryn Mayorga em 2009. A acusação foi revelada pela revista alemã Der Spiegel no ano passado. Na última semana, a publicação trouxe uma nova entrevista com a norte-americana, que revelava seu nome e dava detalhes de como o crime teria acontecido.

Cristiano Ronaldo nega veementemente as acusações. Pelas redes sociais, o português disse que não alimentaria um “espetáculo midiático montado”.

“Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero a violação um crime abjeto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo mediático montado por quem quer se promover à minha custa”, escreveu o português.

A fala de Cristiano Ronaldo foi corroborada por Fernando Santos. O técnico da seleção de Portugal defendeu seu jogador e disse acreditar que ele seja inocente.

“Acredito naquilo que o jogador publicou, em que considera o ato de estupro abjeto e reafirma que é inocente daquilo que é acusado. Conheço bem Ronaldo e acredito plenamente naquilo que ele diz. Ele não cometeria o crime do qual é acusado. Não acredito nisso.” Com informações da Folhapress.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com