Saúde

Alergias a insetos podem ser fatais

As picadas de insetos estão entre as alergias mais comuns e também entre as que causam reações mais graves, como a anafilaxia. Recentemente, uma estudante de medicina da Bahia morreu após ser picada por uma formiga.

Os venenos de vespas, abelhas e formigas são os mais perigosos e podem provocar reações muito graves e rápidas com uma única ferroada. Podem levar a pessoa à morte pelo edema de glote (asfixia) ou pelo choque (queda da pressão a zero).

“O tratamento dessas alergias é difícil, mas muito eficaz, com uma taxa de sucesso próxima de 98%”, explica Dr. Fábio Morato F. Castro, médico alergista e imunologista, diretor da Clínica Croce, pioneira nesse tipo de tratamento no Brasil.

Existem dois grupos de insetos que provocam alergias: os hematófagos injetam saliva (pernilongos, pulgas e borrachudos) e os himenópteros veneno (abelhas, vespas e formigas). O primeiro é importante pela frequência, ocorre mais em crianças e, geralmente, causa reações leves. No segundo grupo, as reações são menos frequentes, mas causam a anafilaxia.

“Entre os sintomas mais comuns no primeiro grupo estão o aparecimento de pequenas pápulas ou vesículas nos locais das picadas com prurido intenso. Já no grupo dos himenópteros as reações podem surgir em forma de urticária, edema de glote, hipotensão, choque e morte”, explica o Dr. Fábio.

TRATAMENTOS

Nos casos em que o paciente é picado por pernilongos, pulgas e borrachudos, o tratamento deve ser feito apenas no local. “Já as picadas de abelhas, vespas e formigas requerem um tratamento emergencial com adrenalina, antialérgicos e cortisona. A imunoterapia, tratamento feito por meio de vacinas, apresentam resultados excelentes”, conta Dr. Fábio.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com