Caicó

Educação muda a realidade de internos da Penitenciária Estadual do Seridó

Na quinta-feira (04), várias autoridades de diversos setores de Caicó e região participaram da solenidade da reinauguração de uma sala  do Projeto EJA ( Educação de Jovens e Adultos), na Penitenciária Estadual do Seridó (Pereirão). A prefeitura de Caicó esteve representada no evento pela secretária adjunta de Gabinete, Cielma Santos, além do departamento de comunicação.

O Município de Caicó é parceiro do referido projeto educacional, onde cedeu através da secretaria municipal de Educação, Cultura e Esportes, a professora Maria Rita, que ministra aulas para os internos do presídio e contribui para o sucesso do projeto. 

“Eu me identifiquei com eles e minha história de educação é muito ligada a essas pessoas que precisam de uma atenção maior, já que ainda enfrentam certa discriminação em alguns setores da sociedade. Eu vou continuar trabalhando aqui e quero me aposentar realizando esse trabalho como professora dos internos desse presídio”, disse a professora Maria Rita. 

Ela acrescenta que a educação está mudando a realidade de muitos presidiários que reconhecem que o crime não compensa e que a educação é o caminho para muitas vitórias, incluindo a ressocialização, a cidadania e a dignidade de viver em sociedade buscando o caminho da justiça. 

O secretário da secretaria estadual de Cidadania e Justiça, Pedro Florêncio, afirmou que é uma grata surpresa encontrar em Caicó, um grupo de pessoas comprometidas com a educação dos internos. “As pessoas encarceradas têm que ter segurança, controle sobre o sistema, aprender a respeitar normas e disciplinas e ter procedimento para a gente poder trazer a educação para eles e a partir da educação transformá-los”, ressaltou Pedro Florêncio. 

O ponto focal da educação prisional no Rio Grande do Norte, Alcineia Rodrigues, enfatizou que esse projeto de educação desenvolvido no presídio Pereirão é muito importante na vida do presidiário. 

“A partir da educação, o preso tem a possibilidade de se libertar, sendo também uma libertação de espírito e levando a pensar a vida em outra trajetória. Investir em um projeto de reintegração social a partir da educação é fundamental”, destacou Alcineia. 

O diretor da Penitenciária Estadual do Seridó, Ubirajara Santos, enfatizou que a reinauguração da sala de aula do EJA naquela unidade prisional representa um avanço, sendo uma forma de buscar melhorias para os internos que terão a oportunidade de adquirir novos conhecimentos e outros benefícios através da educação.