Brasil

Bolsonaro tem até hoje para definir se salário mínimo ganha aumento real

O governo tem até hoje (15) para enviar ao Congresso o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) com a nova regra de cálculo do salário mínimo que passará a vigorar a partir de 2020.

Fontes ouvidas pelo UOL disseram que a PLDO pode ser enviada sem a previsão de reajuste real do salário mínimo. Pela proposta da equipe econômica, o piso salarial deve ser corrigido apenas pela inflação, e o indicador usado será o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Em evento em São Paulo no mês passado, o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) criticou o reajuste do salário mínimo acima da inflação. Ele classificou a política como uma “vaca sagrada” que precisa mudar, assim como a Previdência.

O salário mínimo em 2019 é de R$ 998. A regra atual de cálculo do reajuste foi fixada por lei a partir de 2007, mas perdeu a validade. Até este ano, a revisão do salário mínimo levava em conta o resultado do PIB (Produto Interno Bruto)de dois anos antes mais a inflação do ano anterior, medida pelo INPC. Na prática, essa regra garantia o ganho real do mínimo sempre que houvesse crescimento da economia.