Notícias

Após vazar conversa, Moro lamenta falta de fonte e postura de site

O ex-juiz federal e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, se posicionou na noite deste domingo (9) sobre o vazamento de convesas atribuídas a ele com o procurador da República Deltan Dallagnol, no aplicativo de mensagens Telegram, divulgadas pelo site Intercept Brasil.

Por meio de nota, Moro disse que “lamenta-se a falta de indicação de fonte de pessoa responsável pela invasão criminosa de celulares de procuradores”.

Em uma das reportagens sobre o caso, o site afirma que as conversas foram enviadas ao veículo por uma fonte que é mantida sob anonimato. Segundo o veículo, as mensagens foram obtidas “bem antes da notícia da invasão do celular do ministro Moro”.