Rio Grande do Norte

RN recebe 16 mil doses da pentavalente; novo esquema vacinal será implantado

A Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap-RN) recebeu nesta segunda-feira, 13, o total de 16 mil doses da vacina pentavalente. Por ser uma quantidade insuficiente para suprir a demanda, um novo esquema vacinal será implantado no Estado.

Alessandra Lucchesi, subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, afirmou que a distribuição das doses deve ser concluída até a próxima segunda-feira, 20. A quantidade, no entanto, é insuficiente para suprir a demanda estadual.

“Estamos com demanda reprimida de agosto até o momento, então por mais que 16 mil seja superior ao nosso consumo mensal, ainda não será suficiente para suprir tal demanda”, disse Alessandra.

Em virtude da insuficiência, o Ministério da Saúde orientou que um novo esquema vacinal seja implantado, diante da descontinuidade do abastecimento da pentavalente.

Saiba mais: Fornecimento de vacina pentavalente será suspenso, avisa Ministério.

O novo esquema será feito com doses da vacina DTP junto à vacina contra Hepatite B para crianças aos 2, 4 e 6 meses, e a pentavalente será ministrada aos 15 meses e aos quatro anos de idade.

Fornecimento suspenso

O fornecimento da vacina pentavalente, que protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e hemófilo B, será interrompido nos postos públicos de saúde até novembro. A falta do imunizante, que já é sentida em vários postos do Sistema Único de Saúde, deverá se agravar até o fim do ano, em consequência da reprovação do produto, que era importado da Índia.

Os primeiros problemas da vacina, produzida pela empresa Biologicals E. Limited, foram identificados no início do ano. Três lotes foram reprovados pelo Instituto Nacional de Qualidade em Saúde (INCQS). A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em junho, reprovou a importação.