A notícia na íntegra | por Gláucia Lima

sábado

16

janeiro 2016

0

COMENTÁRIOS

Ataques do Estado Islâmico na Síria matam pelo menos 75 soldados pró-regime

Por , em Internacional

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Pelo menos 75 soldados sírios e pessoas favoráveis ao regime local morreram hoje (16) nos vários ataques do grupo extremista Estado Islâmico sobre a cidade de Deir Ezzor, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

“Mais de 60 [dos combatentes] morreram apenas no bairro de Al-Baghaliyeh, durante um ataque do Estado Islâmico em vários bairros de Deir Ezzor e nos seus arredores”, disse à agência de notícias France-Presse o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Vários combates violentos ocorreram na tarde de hoje, no Norte e no Leste da Síria, onde as forças do regime, apoiadas por ataques russos, enfrentam o Daesh – grupo extremista, autoproclamado Estado Islâmico.

Segundo a Agência Lusa, na província de Aleppo, a noroeste de Deir Ezzor, as forças pró-regime mataram pelo menos 16jihadistas, em um ataque abortado contra uma posição do regime, perto da cidade de Al-Bab, segundo o observatório.

Já no Leste do país, de acordo com o OSDH, o Estado Islâmico avançou pela ponta norte da cidade de Deir Ezzor e capturou o subúrbio de Al-Baghaliyeh, onde executou pelo menos 60 soldados sírios.

No entanto, a agência de notícias síria – Sana – informa que as tropas do regime conseguiram afastar um ataque do Estado Islâmico na zona que envolve Al-Baghaliyeh e infligiram “perdas pesadas” ao grupo.

Deir Ezzor é a capital da província com o mesmo nome, uma zona rica em petróleo que faz fronteira com o Iraque, majoritariamente controlada pelo Estado Islâmico.

O líder do observatório sírio Rami Abdel Rahman disse que na tarde de sábado continuavam os fortes combates, depois do ataque do Estado Islâmico.

Deixe seu recado através do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *