A notícia na íntegra | por Gláucia Lima

sábado

24

setembro 2016

0

COMENTÁRIOS

Barroso debate descriminalização da maconha nos Estados Unidos

Por , em Justiça

min-luis-barroso-by-stf

Há 20 anos, a Faculdade de Direito da Universidade de Yale realiza o Seminário Constitucionalismo Global, que reúne juízes das supremas cortes de diferentes partes do mundo, incluindo Estados Unidos, Alemanha, Canadá, Itália, Reino Unido, África do Sul, Nova Zelândia, Colômbia e Brasil.

Desde que ingressou no Supremo Tribunal Federal, em 2013, o representante do Brasil neste evento é o Ministro Luís Roberto Barroso, que fez o seu mestrado naquela universidade. Para o seminário, cada um dos participantes deve ler um volume de casos e artigos de cerca de 500 páginas e participar das discussões. Os debates são fechados e com compromisso de confidencialidade: os assuntos discutidos e as posições assumidas não são divulgados.

Antes, porém, das sessões fechadas, alguns dos convidados para o Seminário participam de debates abertos com os estudantes da Faculdade, considerada a número um dos Estados Unidos, em disputa tradicional e acirrada com Harvard.

O principal debate que antecedeu o início do seminário, este ano, reuniu o Ministro Luís Roberto Barroso, o Justice da Suprema Corte americana Stephen Breyer e o ex-juiz do Tribunal Constitucional Federal alemão Dieter Grimm a propósito do tema da descriminalização da maconha.

A matéria está em discussão perante o Supremo Tribunal Federal no Brasil e Barroso expôs brevemente o seu voto a favor da descriminalização. Antes da sessão oficial, Barroso foi convidado pela Associação dos Estudantes Lat inos para uma discussão informal sobre o papel das Supremas Cortes em novas democracias.

Deixe seu recado através do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *