A notícia na íntegra | por Gláucia Lima

quinta-feira

2

junho 2016

0

COMENTÁRIOS

Ex-presidente do Carf e a filha conselheira são denunciados por tráfico de influência

Por , em Operação Zelotes

carf-

Os procuradores da República que integram a força-tarefa da Operação Zelotes enviaram à Justiça, nesta terça-feira (31), mais uma ação penal contra acusados de manipular julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) –espécie de “tribunal” que julga recursos de grandes contribuintes em débito com a Receita Federal. Neste caso, os denunciados são o auditor fiscal aposentado e ex-presidente do tribunal administrativo Edison Pereira Rodrigues e a filha dele – também ex-conselheira do Carf – Meigan Sack Rodrigues.

O pedido é para que os dois sejam condenados por tráfico de influência e patrocínio de interesse privado perante a Administração Fazendária. As investigações, segundo a Procuradoria, revelaram que pai e filha “atuaram de forma dissimulada em defesa dos interesses da empresa TOV Corretora de Câmbio Títulos e Valores Mobiliários LTDA”.

A denúncia é resultado de um inquérito policial instaurado no âmbito da Operação Zelotes, “após a constatação de que pai e filha mantinham uma estratégia de atuação que também foi adotada neste caso”.

“Segundo as investigações, primeiro, eles selecionavam clientes com passivos tributários milionários ou até bilionários no Carf. Em seguida, procuravam esses contribuintes a quem ofereciam soluções favoráveis mediante a divulgação do poder de influência que afirmavam ter junto ao tribunal.

Por fim, ainda garantiam a atuação formal nos processos por meio de outros advogados, uma estratégia para ocultar a condição de Meigan, uma potencial julgadora dos respectivos recursos”, aponta nota da Procuradoria.

Deixe seu recado através do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *